28 abril 2007

Admiracao

Nem sempre me admirei por ter conhecimento acerca das coisas tao superficial.

Sempre admirei aos outros que, com sua capacidade se aprofundam tanto em determinados assuntos.

Admiro esses mais ainda, se demonstrarem que nao estao restritos ao assunto de conhecimento.

Me admiro de mim, que náo sei de onde vim nem pra onde vai.

Entre as mais diversas vertentes e teorias, ou tenho que me esforcar para aprende-las, ou por osmose as absorverei, ou ainda permanecerei leigo a elas.

Minha vontade é ao mesmo tempo aprender mais e mais, e nao aprender mais nada, viver (ou morrer) em minha ignorancia.

Sei lá, quando eu souber, eu falo aqui.

(o pc q digitei ta todo desconfigurado na acentuacao, sorry).

Um comentário:

Lou Mello disse...

A primeira notícia sobre os que sabem é que eles sabem o quanto não sabem. A segunda é que eles nunca dizem que sabem. E a terceira é que eles nunca dizem que alguém não sabe, pois isso seria admitir sua própria insegurança quanto ao saber.
Quem afirma que o outro não sabe está dando a maior bandeira da própria ignorância.
Todos sabem alguma coisa. Uns mais outros menos. Não há vergonha em admitir a ignorância nisso ou naquilo, já que não há quem tudo saiba. Aprenda o que puder. O resto deixe por conta dos sábios.