28 abril 2009

Orações Públicas

Tenho medo das orações públicas.

Principalmente pelo fato de que elas lecionam para o Divino como Ele deve agir.

O mais interessante não é quando se fundamenta um pedido com base nas escrituras.

Mas sim, quando ensinamos o próprio Deus como Ele age ou deva agir.

É uma espécie de lembrança a Ele, que parece tudo esquecer, com a finalidade de olhar para nós, criaturas suas.

Penso eu, que o erro consiste no estado de humanidade, que é pecaminosa, e que depende de auto-afirmação.

Isto, pois quando se ora, neste exato momento se inicia uma ligação com a Divindade e essa ligação, entendida por uns como conversa, necessita lembrar ao receptor/Deus como Ele deve agir para com o peticionário.

Meu entendimento é único, estamos perdendo a essência da oração ensinada por Jesus o Cristo e às vezes, pelo muito falar, até mesmo coisas que o Rabi da Galiléia disse que o Pai sabe antes de pedirmos, não temos nossas orações atendidas.

As características da oração ensinada pelo Mestre dos Mestres tem algumas peculiaridades, como vemos abaixo:

1 – Glorificação a Deus – (Pai Nosso que estais nos céus, santificado seja o Teu Nome, Venha o Teu Reino, seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu)

2 – Pedir o suprimento de nossas necessidades básicas diárias – (O pão nosso de cada dia nós dá hoje)

3 – Pedir perdão a Deus e perdoar a quem te ofende – (E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores)

4 – Pedir o livramento da tentação e do mal – (E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal;)

5 – Exaltação a Deus – (porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.)

Sem pedidos com fundamentos, sem explicações ou ensino ao próprio Deus, que tudo sabe, e principalmente, com a vontade de exaltar a Deus, para que nós, quando orarmos, não venhamos a pedir apenas o que nosso umbigo tanto quer.

Creio que o Deus de Israel, Pai de Yeshua, concede inúmeras dádivas, orando certo ou não, ensinando-o ou exaltando-o, porém, creio que há uma alegria por parte DE’le quando queremos fazer o correto.

Mateus 6:
6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.
7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos
8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes
9 Portanto, vós orareis assim: (...)

24 abril 2009

Vantajosidade

As hipóteses de prorrogação de prazo, no âmbito dos contratos celebrados pela Administração Pública são taxativas.

Isso, pois é preciso se manter uma segurança para que a Administração Pública não venha a sofrer prejuízos, como por exemplo a desvantajosidade no preço pactuado.

Nas relações interpessoais, as possibilidades de se prorrogar prazos de afeto e atenção também são taxativas.

Imagina só, perdoar mais de 70 x 7 um camarada e ainda ter que continuar a carinhar o indivíduo.

Nesse caso, é desvantajoso se manter relações fadadas ao fracasso, mas a grande diferença consiste na progressividade e perpetuidade das relações sadias no tempo.

Em miúdos, relações saudáveis não tem data de validade, são vantajosas para a vida toda.

20 abril 2009

O que acontece

Nova semana.

Novas possibilidades.

Novos pensamentos.

O resto é velho mesmo.

18 abril 2009

Mahatma

"Se, então, eu ficasse frente a frente com o Sermão do Monte e minha própria interpretação dele, eu não teria dúvidas em dizer:"Sim, sou cristão". Mas sei que, no presente momento, se eu dissesse algo assim, estaria sujeito a ser muito mal interpretado." Gandhi.


Nem preciso falar mais nada.

16 abril 2009

Sistemas

A idéia central de se criar um sistema deve consistir na ocupaçao das pessoas.

Temos pessoas buscando realizar afazeres, pessoas sem saber o que fazer e pessoas que nada querem fazer.

Eu me encaixo nas tres hipóteses.

14 abril 2009

Preços Invertidos

Te empresto, você me paga em dobro.

Me empreste, não vou te pagar mesmo.

Eu faço, mediante compensação.

Essa não é minha atribuição.

Fazer isso? Jamais.

Mas como você não age assim?

Vou conseguir, nem que para isso eu tenha que passar por cima do que for.

Desisti, não ia dar em nada mesmo.

Deixe de viver para viver para a Igreja! (essa é mal)

Viva a vida, curta a liberdade (coca-cola).

Aprecie com moderação (cachaça e cigarro).

Se beber não dirija (to pagando pra ver).

essas e muito mais, invertidas, sem equilíbrio, sem vida, sem amor, sem justeza.

12 abril 2009

Ressurreição

A ressureição de Jesus Cristo dentre os mortos é loucura.

Loucura, porém real.

Imagina só, três dias, corpos normais começam a apodrecer.

O dele deve ter começado também.

Mas algo sobrenatural aconteceu.

Deus manifestou seu poder, para que a morte não detivesse Jesus.

E a morte não tem mais poder, pois a promessa divina é de vida, de ressurreição, de novos céus, nova terra.

E tudo aquilo que cremos, acerca da finitude da vida, com Jesus Cristo, se transforma.

Minha oração, é para que E'le, que ressuscitou dentre os mortos, encha nossas vidas de tal maneira que venhamos a crer, na vida, vida mesmo, após a morte, através da ressurreição.

11 abril 2009

Ócio

A falta do que fazer aliada a preguiça de não fazer são contagiantes.

Contagiantes pois não dá coragem para nada.

Feriado, não consigo me levantar, não consigo pensar, muito menos estudar.

Só dormir, comer, olhar para o teto e esperar o tempo passar.

Preciso de ânimo, antes que a pobreza me alcance.

08 abril 2009

Adendo - Cuiabá 290 anos - Agora quandoo


A terrinha onde vivo, tem leite e mel em abundância.
Pensa num lugar quente.

Terra boa, tudo que planta dá.

Oportunidade para muitos.

Belezas Naturais.

A capital do Pantanal.

Estado com proporções continentais.

Hoje Cuiabá faz 290 anos.

Muito para crescer, muito para se viver.

Povo hospitaleiro igual não há.

Gente fina demaixx xomanooo!

Parabens Cuiabá! Tchá porrr Deus que tá té doce. Votee!

Manias

Tenho lá minhas manias.

Umas que envolvem o eu interior, outras que se apercebem com um pouco de atenção.

Ler a Gruta e a Bacia.

Entrar no email todo dia.

Diário Oficial em dias úteis.

Falar sozinho dentro do carro.

Vasculhar orkut alheio.

Discutir comigo mesmo em pensamento.

Ouvir o jornal matinal.

E ouvir o jornal do meio dia.

Aquele cochilo após o almoço.

Aquele sono seis da tarde.

Procurar o amor da vida.

Sempre cair no mesmo buraco e sempre reclamar das caídas.

Acelerar mais do que posso.

Ser mais devagar do que quero.

Pensar que sou melhor ou pior.

Querer crescer sem ter com que.

Viajar nos pensamentos.

Estacionar no mesmo lugar.

Fazer os dias parecerem iguais.

Ler a bíblia aleatoriamente.

Outros livros com preguiça.

Blogar verdades e mentiras.

Duvidar de minha fé.

Acreditar de olhos fechados.

Refutar teses contrárias.

E eu sei. Ah, como sei. Que ninguém passa tão longe assim das minhas.

Verdade ou mentira? Eu tenho minhas manias, você tem as tuas.

01 abril 2009

Eu sempre tento

Ser paciente.

Amável.

Bondoso.

Caridoso.

Aceitável.

Sorridente.

Tranquilo.

Mas se o fosse o tempo todo, não seria eu!