23 setembro 2008

caro amigo (a)

Elementar,

Experimentando para usufruir,

Testando para comprar,

Sentindo para querer,

Vendo para desejar,

Cheirando para comer,

Rejeitando para valorizar,

Ganhando para perder,

Elementar.

17 setembro 2008

Contrapondo

Ante a invariável tentação de transcrever boas novas aos humanos, disseminamos os pontos de vista pessoais como imutáveis e inquestionáveis.
Como bem disse o Brabo, quando aparentemente eu tenho uma opinião diversa da tua, nem sempre ela precisaria ser contraditória, talvez poderia se complementar.
Já o Lou, aquele meu grande amigo, creio, assim como eu, não toleramos que nos contradigam, o Anjo de meia-tigela que é nosso litisconsorte que o diga.
Eu me sinto tentado a ter uma opinião formada, afinal, paradoxalmente, tenho uma opinião formada, muito embora estas nunca são a mesma coisa ao mesmo tempo.
Pretendo escrever mais vezes, talvez voltar a fazê-lo diariamente, como os "caras" supracitados... Mas com meu pequenino curriculo, pouca moral e tom de voz não tão alto sem contar a falta de conteúdo para tanto, vamos tentando.
Um abraço

03 setembro 2008

Saber - sabendo, lembrando ou aprendendo

Tem certas coisas que devemos saber de cor.

Cor, pois advém do coração.

Essas, são fortes a ponto de não se esquecer.

Outras devemos ter jogo de cintura, ou para se lembrar ou para aprender ante a nova situação.

Lembranças ficam no subconsciente e as vezes não retornam ao consciente.

Situações novas nos remetem a sermos cautelosos.

O que sabemos de cor, levaremos ao túmulo, quem sabe à eternidade.

Assim como, creio eu as esquecidas mas já vividas.

Porém as não aprendidas, serão aquelas que talvez por falta de oportunidade ou de vontade perdemos de desfrutar.