15 dezembro 2007

Luz e Escuridão

Na escuridão ocorre todo o tipo de comportamento.

Seja em ambientes tidos como santos ou profanos.

Nos santos, se fecham os olhos para não ver o exterior.

Nos profanos, se abrem os olhos para não ver o interior.

Em ambas situações uma sensação de liberdade soa no ar.

Talvez falsa, pois talvez a verdadeira liberdade consista em andar na luz.

Mas andar na luz tem suas consequências.

Geralmente os olhos ficam sensíveis.

A preocupação com quem se aparenta ser começa a tomar conta.

O medo, a dor e a aflição se misturam ao suor da dura realidade.

E fugir do que é real, traz alívio, ainda que temporário.

Andar na luz é a solução.

Pois o Mestre é a Luz do Mundo e quem está nEle não anda em trevas.

Mas eu mesmo sei que a escuridão me chama por diversas vezes.

Seja para o santo, ou para o profano.

Nenhum comentário: