24 dezembro 2007

Novo ano

Quando o ano muda, nos tornamos reflexivos e projetistas.

Geralmente não agradecemos pelas bençãos advindas no ano que se findou.

Mas antes pedimos e pedimos nossos ideais de presentes e metas para o ano seguinte.

Como sou um ingrato por natureza, fico imaginando em como o ano que vem pode ser melhor do que foi este.

Tantas lutas, dores, choros e sorrisos, derrotas e vitórias marcaram meu ano de 2007.

Talvez 2008 não seja tão diferente assim.

Vou continuar vivendo minha vidinha, tentando acertar em seguir ao Mestre, rabiscando por aí e quem sabe ganhar alguns "presentes" tão almejados para o ano novo.

O caminho ainda é longo, a fila ainda é grande e permanecer é a meta.

Ou como diz a música: Ando devagar, pois já tive pressa, levo a certeza de que pouco eu sei, eu nada sei...

Abraço carinhoso a todos amigos que perdem seu tempo com meros rabiscos de um mero rabisqueiro.

Fiquemos todos na fé do filho de DEUS.

E que venha 2008.

Nenhum comentário: