04 maio 2008

Terceirize

Temos uma mania que eu julgo precisar de atenção.

Como parte de julgamento, já carece de amparo qualquer teoria acerca do assunto.

Isto, no que tange a terceirização de serviços, ou prestação de serviços, como quiser.

Terceirizamos tudo.

Não plantamos, pois o mercado nos vende.

Não pesquisamos, pois a internet disponiliza pesquisas prontas.

Não pensamos, pois em tudo se pode copiar e colar.

E nisso, perdemos o contato maior uns com os outros.

A prestação de serviços pelo terceiro, desde que lícita, é muito boa.

Mas inferimos na natureza, pulando etapas da vida.

Não fazemos, pois alguém já fez.

E é assim no cristianismo.

Deus contratou a empresa terceirizada chamada Jesus Cristo, para fazer o serviço.

Foi bem feito, alcançou a todos.

Mas tem coisas, ainda, que não há a possibilidade de transferir a outrem.

Como por exemplo dar contas de si ao Justo Juiz.

Como tudo, isso é relativo.

Um comentário:

Lou Mello disse...

Mas que seria bom poder terceirizar a conta toda, isso seria. Dos pecados, tá limpo, falta o resultado deles por aqui. Essa parte não é fácil.