21 novembro 2008

Farsas

São as mais diversas e variadas formas de corromper com a verdade.

As piores são oriundas do auto-engano e corroem o coração de tal maneira que a verdade vira algo difícil de se praticar.

Tem os farsantes maiorais, uns que se dizem o cristo, outros o demônio.

Estes, enganam até a mãe, aqueles, que julgo serem os mais perigosos, arrebanham milhares aos seus pés.

Pior de tudo são os camaradas a mando, de deus ou do diabo, que se intitulam como a única referência cósmica do divino para com a plebe.

As mais variadas farsas, para os mais variados tipos de gente.

Pessoas que carregam em si, o que Paulo (o apóstolo) chama de vontade da carne, que luta contra o eu interior, que quer fazer o bem.

Como dois lobos, um querendo devorar o outro, esperando alimentarmos um para que o outro decaia.

Todos somos farsantes. Claro que uns negam. Outros desconhecem. Alguns ridicularizam.

Deus, o Criador, Pai de Cristo, tenha misericórdia de nós!

2 comentários:

Lou Mello disse...

Não sou um farsante, sou um cara muito legal. Segundo eu mesmo, lógico. :)

Alice disse...

...uau ! é isso aí !