01 dezembro 2009

Trabalho e sabedoria.

Em meio ao meu meio século de história, sinto que poderia ser alguém melhor.
Melhor em minhas dores, meu trabalho, meu estudo, meu coração.
Embora o trabalho seja enfado da carne, como dizia o Pregador, ainda vejo que trabalho pouco.
Minha vaidade me entristece, pois mesmo sendo bem sucedido não conseguirei usufruir como se deve.
Mesmo querendo adquirir conhecimento, sei que isso aumentaria meu trabalho e o enfado.
Como administrar isso? Como ser vencedor sem ceder às vaidades das vaidades?
Se o seu caso é de alguém sem muitas aspirações, estas mais perto do que imagina, a depender das vaidades do teu coração.
Já se sonha com lugares altos, conhecimentos genéricos e específicos, depende-se dos seus olhos.
Pois se seus olhos são bons, todo seu corpo será bom/terá luz, se forem trevas, quão grandes trevas serão (Mateus 6: 22/23).
O caminho para humildade se resulta no reconhecimento das falhas e vontade de não ceder ao erro novamente, creio eu.
Então, vi eu que a sabedoria é mais excelente do que a estultícia, quanto a luz é mais excelente do que as trevas. Os olhos do sábio (estão) na sua cabeça, mas o louco anda em trevas; também, então, entendi eu que o mesmo lhes sucede a todos.”Eclesiastes 2:13-14.

Um comentário:

Alex Malta Raposo disse...

Parabéns pelo belo blog e, principalmente, pela proposta.

Estarei sempre visitando.

Que o Pai prossiga abençoando a sua caminhada e o seu trabalho.

alexmaltta.blogspot.com
Evangelho da Graça