18 dezembro 2008

Marca da Promessa

Tenho a marca de tantas coisas.

Marcas interiores de dores, de amores, de sabores e dissabores, alegrias e tristezas, de fé e de proezas.

Agora me inventaram mais uma, a da promessa, e essa, a quem se interessa, digo sem pressa, nem sei do que se trata.

Pois as marcas que tenho, ou que senti ou vivi, são únicas e experimentadas apenas por mim.

Tenho a marca de tanta gente, tanta coisa, tanto sentimento, tanto momento, tanto...

Nenhum comentário: