19 janeiro 2008

Resposta sem resposta

Mas não é nada fácil conformar-se com a condição de não ser nada, não fazer nada e juntar-se a um bando de meros nadas. O que será que Deus estava pensando quando bolou esse plano? Ora essa!
Lou Mello.


Realmente, ser nada, nem fazer nada, tampouco juntar-se com meros nadas é algo que nos torna, eu diria, cristãos.

Explicações Divinas!? Eu também gostaria de tê-las.

Nenhum comentário: