17 março 2007

Jesus Cristo - Yeshua Hamashia

Como enfrentar paradoxos da vida?

Alguns homens, os mais ousados, deram seu parecer.

Um disse que só sabe que nada sabe.

Outro que devemos meditar, transceder.

Há os que dizem que com a solução das desigualdades e valorização humana seremos completos.

Lá de uma cidadezinha que quase ninguém conhecia saiu um que disse que devíamos nos dirigir a ele.

E Nele alcançarmos o sentido da vida.

Confesso que mesmo o conhecendo há pouco, já sei que nunca o conhecerei por completo em minha humana vida.

Também que nem sempre eu faço como Ele ensinou, talvez por isso eu quebro a cara direto.

O sentido de viver, não sei explicar.

Quem sabe seja o de desfrutar a cada momento, como nos aparece.

E tentarmos nos contentar com essas situações diárias, para no todo sermos felizes.

Já cansei de ouvir que felicidade é como se caminha, não um objetivo futuro.

Paradoxo ou não, Ele disse que quem quiser ganhar a sua vida, tem que perdê-la por amor a Ele; Pois quem ganhar a vida a perderá.

Quem quiser, quem quiser vir após Ele, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-o.

Fácil não é.

Mas o fardo dele é leve e seu jugo é suave.

Não viver mais para nós mesmos, mas Ele viver em nós. Louca proposta.

E a loucura dos homens é sabedoria divina...

Tudo isso é tão longe da minha realidade...

Um comentário:

Lou Mello disse...

Minha sugestão é: sendo paradoxal. Por exemplo: imitar a Cristo.