20 fevereiro 2007

Carnaval II

Além do título " A CARNE NADA VALE", além de "FESTA DA CARNE", achei interessante um outro amigo me dizer que sua mãe o ensinou que nestes dias o diabo anda solto, melhor dizendo com legalidade para fazer o que sabe de melhor, ROUBAR, MATAR E DESTRUIR.
Não é atoa que as escrituras nos advertem veementemente a vigiar e orar, pois os dias são maus. E quanto mais estes dias. Inclusive os passistas do RJ em meio às suas pomposas fantasias estão colocando fitinhas pretas em sinal de luto pelo João Hélio, com a alegação que mesmo festando estão de luto, é prácabá.
Findando-me digo que sem Jesus Cristo não há vida, não há sabor, não há cor, mas para que O ache é preciso esforço e dedicação, não custa nada, talvez sua vida, abrindo mão dela por agora, desfrutando-a na eternidade. Se conseguir, amém; se não, clame misericórdia.
Acho que vale pra mim, acho que vale pra vc...

Um comentário:

Lou Mello disse...

Muito bom! Não sei porque o pessoal não leu a "monografia" sobre o Thoreau. Será que estava muito grande? Mas o estílo melhor é esse mesmo: curtas e poderosas.